O índice de Desenvolvimento da Educação Básica é um dos responsáveis por reconhecer e estabelecer média de qualidade para instituições educacionais, mas no geral, o sistema não possui um foco específico.

Pensando nisso, a prefeitura de São Paulo desenvolveu uma ferramenta avaliadora dos rendimentos da educação na região. Saiba tudo a seguir:

O índice de Desenvolvimento da Educação Básica é responsável por verificar padrões de ensino, aproveitamento letivo dos estudantes,a assim como as condições estruturais das escolas.

Esse recurso é muito importante para que a população tenha um retorno médio de como está indo a educação do país. Entretanto, como mencionado acima, esse fator de avaliação não é tão específico.

Por isso, a prefeitura de São Paulo lançou recentemente um índice avaliador voltado para a própria região, sendo esse o O Índice de Desenvolvimento da Educação Paulistana (Idep).

O processo de avaliação será parecido com o do Idep, uma vez que estará levando em consideração as características de cada instituição para estabelecer metas, como por exemplo, a infraestrutura, o uso do Caderno do Aluno SP 2020a quantidade de estudantes.

Os recurso dizem muito sobre cada instituição e sobre como ocorrem os processos de ensino-aprendizado dentro de cada escola avaliada.

Esse método de avaliação torna os resultados mais precisos, uma vez que leva em consideração as condições existentes em cada escola de São Paulo, podendo também usar os dados para promover possíveis melhorias.

E para quem está pensando que os dois recursos terão o mesmo funcionamento, vale a pena lembrar que existem diferenças bem interessantes.

A primeira delas pode ser em questão dos períodos em que o Ideb e o Idep vão realizar as avaliações. Enquanto o índice que avalia a educação básica geral acontece a cada dois anos, o índice paulistano estará acontecendo todos os anos.

O índice de Desenvolvimento da Educação Básica observa diversos fatores através da prova de Português e Matemática e essa seria uma das características que o diferem do Idep.

Isto porque, o índice de Desenvolvimento da Educação Paulistana estará incluindo, além de Português e Matemática, as Ciências da Natureza.

O outro poto que distingue esses dois avaliados são as séries nas quais os estudantes são avaliados. No modelo tradicional, o processo é aplicado no 5° e no 9° ano.

Enquanto isso, o Idep estará realizando as avaliações em mais séries, abrangendo também as séries do 3° ao 9°, o que irá expandir a banca de dados do índice avaliador.

Prefeitura de SP lança novo índice para avaliar educação